Pexels

Com a Black Friday se aproximando no próximo dia 26 de novembro, os consumidores brasileiros já podem e devem começar a monitorar os valores dos produtos que têm interesse desde já para evitarem cair em “pegadinhas” na data.

Entidades especialistas na defesa do consumidor alertam para possíveis armadilhas do período, baseado em relatos dos últimos anos. Confira algumas dicas para evitar a “black fraude”, expressão que ganhou forças após descontos que se comprovaram ser a “metade do dobro”.

Fuja dos falsos descontos

Utilize ferramentas de comparação de valores como Zoom e Buscapé para verificar os valores atuais com os propostos no dia 26 de novembro. Assim, o consumidor já sabe o que realmente vale a pena.

Prazo de entregas e fretes abusivos

Mesmo que os valores sejam atrativos, confira antes de finalizar a compra qual o valor do frete e o prazo de entrega, evitando prazos muito longos ou mesmo envios internacionais. 

Sites falsos

Confirme o site em que está comprando, pois nesse período são lançados sites falsos muito parecidos com os originais para roubar dados de cartão e outras informações pessoais.

Sorteios enganosos

Fique atento aos sorteios, principalmente nas redes sociais, que solicitam compartilhamento de dados próprios e preenchimentos indevidos. Confirme a validade do lugar que oferece o sorteio.

 



Source link

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *